terça-feira, 15 de agosto de 2017

Casa da Memória / Associação REMOP apoiam o VIII Artefatos da Cultura Negra


      De 25 a 30 de setembro do decorrente ano acontecerá o VIII Seminário Internacional Artefatos da Cultura Negra. Vinculado ao Departamento de Educação da Universidade Regional do Cariri (URCA), e realizado anualmente no Cariri a partir da articulação entre as Instituições Públicas de Ensino Superior e os movimentos sociais da região, o Artefatos é um dos principais eventos sobre a temática da educação das relações étnico-raciais, no Nordeste e no Brasil.  No Ceará, é o maior evento dessa natureza.  Esse ano o evento trará como tema central Educação, Justiça Social e Demandas Contemporâneas. 
         A Associação REMOP e a Casa da Memória apoiam essa iniciativa! 
                                                     
                                                             PARTICIPE !!! 



                          Maiores detalhes na página: http://www.urca.br/artefatosculturanegra/

Mudança de Endereço da Casa da Memória


      A Associação REMOP informa que neste mês de julho de 2017, a Casa da Memória mudou de endereço. O Museu está instalado na rua José Cardoso, n. 06, nas proximidades da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Porteiras. 

Seleção de Bolsistas


    Nos dias 11 e 12 de agosto, a equipe da Casa da Memória fez uma seleção de estudantes regularmente matriculados no 1º ano do Ensino Médio da EEM Aristarco Cardoso, de Porteiras. A seleção diz respeito à participação dos discentes em um Projeto de Iniciação Científica vinculado a Universidade Regional do Cariri (URCA) e ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  A pesquisa intitulada "Memória, História Pública e Ensino: O IMOPEC e a Produção de Saberes Históricos (1988-2015)", de autoria de Joaquim dos Santos, docente do Curso de História da URCA, será desenvolvida na Casa da Memória, durante o período de agosto de 2017 a julho de 2018. A pesquisa contará com a participação de cinco (5) bolsistas PIBIC CNPq EM.






Oficina Infantil - Memória e Objetos


         No último dia 09 de agosto, um grupo composto por 15 crianças e adolescentes, com idades entre 06 e 12 anos, do CRAS I - Nossa Senhora da Conceição, da cidade de Porteiras, visitaram a Casa da Memória. Após a visita mediada, eles e elas participaram da Oficina Infantil Memória e Objetos. Sob a coordenação de Carliane Ventura,  os partícipes conversaram sobre os meios de comunicação, os usos dos objetos no cotidiano do passado e do presente e a construção de memórias.
   
       






II Brincando na Casa


      No dia primeiro de julho, crianças e adolescentes participaram do II Brincando na Casa. Esse é um momento de socialização infantil e recreação. Partindo do entendimento de que a cultura da infância precisa ser valorizada, bem como entendendo que a formação para a valorização da diversidade social e cultural começa desde a infância, a Associação REMOP promoveu mais esse momento de integração, aprendizagem e diversão. Com o tema Festas Juninas, o II Brincando na Casa ocorreu em dois momentos.No primeiro, eles e elas participaram de uma roda de conversa sobre as brincadeiras realizadas no mês junino, e ganharam brindes. Em seguida, brincaram e dançaram uma quadrilha organizada naquele mesmo momento. Assim, memória, aprendizagem e diversão foram articuladas e (re)vividas.











                    Participe você também! O III Brincando na Casa acontecerá neste mês de agosto. 

    

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Oficina Festa Junina como Patrimônio Cultural


         Na manhã do dia 10 de junho, o Projeto MULTICULTURARTE realizou mais uma oficina de educação patrimonial. Desta vez, 18 crianças, entre 7 e 10 anos, participaram da formação sobre as festas juninas, reconhecendo-as como patrimônio cultural. A oficina aconteceu no CRAS II - Maria Novais Miranda, no bairro Sol Nascente, na cidade de Porteiras.
     Naquela ocasião, as crianças discutiram sobre as tradições juninas no Nordeste e em Porteiras. Discutiram também sobre as relações entre a memória, o sentimento de pertencimento e os bens culturais. Para finalizar, confeccionaram bandeirinhas para os festejos de São João e ganharam brindes.